joni anderson

Archive for abril \28\UTC 2010|Monthly archive page

03.05.Por dentro da arte

In cursos, exposições, gastronomia, social, vernissage, vip on abril 28, 2010 at 13:39

 A Fundação Ema Klabin organiza uma série de cursos voltados para as artes moderna e contemporânea. Ministrado pela professora Paula Braga, “Nova Iorque como centro: a arte desde 1940”, terá oito encontros semanais, sempre às segundas-feiras, das 20h30 as 22h30 e custa R$ 150 + duas parcelas de R$ 165. A partir de 03 de maio, segunda-feira. Á rua Portugal 43, Jardim Europa.Inscrições pelos tels. 11 2307-0767 e 8128-5521.

03.05.Artmix à italiana

A Artmix prepara uma aula especial, com Glória Oliveira,para quem quer aprender a fazer uma autêntica  massa  fresca com a máquina de macarrão  Atlas 150, da Marcato, e outros três tipos de molhos: tomate assado com manjericão; à Putanesca, com pedaços de tomate, cebolas e azeitonas pretas; e de limão sicilian. Na entrada, bruschettas e de sobremesa, srovete de manga com limão. Na segunda-feira, dia 03 de maio, das 20h as 22h. Preço: R$ 80. Na rua Oscar Freire, 261. Vagas limitadas. Informações pelo tel. 11 3853-2544.

03.05.Arte cabeça

Ori,que significa cabeça em yorubá, é o nome da exposição individual do artista plástico e DJ Guilherme Scabin dentro do projeto  Art Inside Piola.  Para a mostra, ele traz obras influenciadas pela cultura negra e a arte de rua. Na segunda-feira, 03 de maio, no Piola Jardins. Coquetel de abertura das 20h as 22h. Na Alameda Lorena, 1.765. Até 31 de maio de 2010.

29.04.Preview 19ª. Mostra Artefacto

In eletroeletrônicos e tecnologia, eventos, decoração, design,, exposições, mostras, social, vernissage, vip on abril 26, 2010 at 18:16

É na quinta-feira, dia 29 de abril, das 19h as 22h, o  preview da 19ª Mostra Artefacto, somente para imprensa e convidados. Um dos eventos mais citados por profissionais e consumidores, conforme indicam pesquisas do setor, graças ao pioneirismo da iniciativa que há quase duas décadas reúne expoentes da decoração, a Mostra Artefacto promete inovações nesta edição entre as quais o lançamento da linha Vintage, que inclui a poltrona New York – sucesso da loja nos anos 1.990 em edição limitada – e peças exclusivas, customizadas por alguns dos profissionais mais renomados no mercado da decoração. Como nos outros anos, alguns ambientes estão nas mãos de veteranos da mostra, entre os quais Roberto Migotto que assina a vitrine da exposição; Ana Maria Vieira Santos, responsável pelo lounge; Toninho Noronha, com o ambiente conjugado de living e jantar e Débora Aguiar, também com uma proposta para o lounge. Outros participam pela primeira vez – caso de Felipe Diniz, que cuida do apartamento para jovem solteiro.  Muitos ambientes servem como referência e indicam novas tendências, como as peças de mobiliário com acabamento de alto brilho e a volta de uma atmosfera mais aconchegante que privilegia o conforto e se contrapõe ao formalismo clean, que perdurou nos últimos anos.

 A mostra ocupará três andares da Artefacto, além do jardim, que foi entregue ao paisagista Gilberto Elkis. No primeiro andar, Adriana Fernandes Bijarra assina o projeto da sala de leitura e Maithiá Guedes assina o projeto do hall e dos banheiros. Fernando Piva oferece a opção conjugada do living com jantar, enquanto Shenia Nogueira e Paula Almeida mostram sua proposta de living e Ricardo Scheibel e Roberto Cimino dão outra opção para o espaço destinado ao jantar, como é o caso também de Consuelo Jorge. No mesmo andar estão ainda a sala de almoço, de Patrícia Penna; os livings de Cilene Lupi e de Fábio Morozini; o espaço multiuso, projetado pela dupla Paulo Marcelo e Eurico Guedes; e o escritório/hóspede (ambiente único), projetado por Silvana Curi e Flávia Yazbek. Patrícia Anastassiadis assina o espaço multiuso do segundo andar; Márcia Lazzuri e Mariana Lazzuri Romano, o espaço gourmet e Márcia Brunello, o home office. No mesmo andar ficam também os espaços projetados por Chris Hamoui (family room); Leila Barakat (living); Graciela Piñero (jantar) e Maria José Baptistella (hall/banheiros). No terceiro andar da mostra, além do lounge, Débora Aguiar apresenta sua proposta para o loft e hall. No mesmo andar, os seis dormitórios da mostra têm assinatura de Sandra Vicentini, Marcelo Mujalli, Sidney Quintela, Gerson Dutra e Ana Lucia Salama, Milene Nowick e Joyce Altschuler, além de Doroti Riotto.  A 19ª Mostra Artefacto abre ao público  a partir de segunda-feira, 3 de maio; de segunda a sexta-feira, das 10h as 20h, e aos sábados, das 10h as 18h. À Rua Haddock Lobo, 1.405. Entrada Franca

 29.04.Marché Art de Vie com peças de design e exposição

A Marché Art de Vie convida para um almoço exclusivo com a imprensa. O evento marca o lançamento da coleção 2010, com peças dos designers Zanine de Zanine, Bernardo Sena, Marton e outros; e a exposição Meu Reino por um Caramelo!, da artista plástica Carol W.Na quinta-feira-feira, dia 29 de abril, a partir das 12h, al. Gabriel Monteiro da Silva, 1.606.

29.04.Philips 2010

A Philips arma encontro com a imprensa, na próxima quinta-feira, 29 de abril, na Estação São Paulo, para anunciar os lançamentos de sua linha 2010 de TVs e de Áudio e Vídeo. Será possível realizar testes e tirar dúvidas sobre tendências de consumo e aspectos técnicos.O evento contará ainda com a participação de executivos da empresa que comentarão sobre mercado, tendências de consumo e tecnologia perspectivas e explanações sobre aspectos técnicos dos produtos. As 11h, à rua ferreira de Araújo, 625.

29.04.Ornare e sala de banho Manhattan

 Esther e Murillo Schattan recebem convidados para o coquetel de lançamento da Sala de Banho Manhattan, no showroom da Ornare, no Shopping D&D. A nova linha é inspirada no universo geométrico, elegante e funcional do movimento art déco, com referência a Manhattan, seu estilo e personalidade marcantes. O móvel foi projetado para conferir conforto ao local mais íntimo da casa. Na quinta-feira, 29 de abril, a partir das 19h,  Av. das Nações Unidas, 12.555, loja 240

29.04.Marlene em revista e  desfile

Marlene, rede de lojas especializada em moda casa, lança revista própria,  nesta quinta-feira, dia 29 de abril, às 14h30, com um delicioso chá da tarde no Central Park Prime Tatuapé. O evento terá a presença do apresentador Ronnie Von, que apresentará, em primeira mão, a sua nova coleção de moda casa assinada exclusivamente para a Marlene em um desfile especial.  À rua Boa Esperança, 185.

 29 e 30.04.Promenade

Ivo Feliciano e a revista ArqArt armam a Primeira Promenade de Arquitetura e Decoração na capital paulista voltada para arquitetos e designers de interiores de Ribeirão Preto. O tour abrange passeios pelas mais sofisticadas lojas e marcas do segmento como Ornare, Bticino e Breton Actual. A programação inclui ainda diversão no Clube A e coffe break especial nas dependências do D&D. Na quinta, dia 29, e na sexta, dia 30 de abril. Interessados podem fazer reservas pelo tel. 016 2101 0005, com Márcia Balieiro.

28.04.Baile da Vassoura da Brastemp

In eletroeletrônicos e tecnologia, eventos, decoração, design,, social, vip on abril 26, 2010 at 18:14

A Brastemp arma uma festa revival do Baile da Vassoura dos anos 80. Os DJs do bailinho vão discotecar na festa que promete ser uma das mais animadas do ano, em homenagem a uma criação do designer Karim Rashid para a Brastemp. Intitulada Come fly with me, a festa acontece no Anexo. Na quarta-feira, dia 28 de abril, a partir das 22h, av. Brigadeiro Luis Antonio, 5.003.

28.04.Altero apresenta nova coleção

A Altero convida imprensa, arquitetos, decoradores e clientes para coquetel de lançamento da coleção 2010. Na quarta-feira, 28 de abril, das 20h as 22h. Atendimento especial na quinta-feira, 29 de abril, das 10h as 19h.À Alameda Grabriel Monteiro da Silva, 1.442.

28.04.Lojistas da zona leste de SP criam pólo de decoração

Acontece na quarta-feira, dia 28 de abril, o lançamento oficial do Pólo de Decoração e Design – Pool Design. Entre os mais de 600 convidados, os principais profissionais e  lojistas  da região da zona leste paulistana. A parceria incondicional de 29 lojistas de  diversas áreas da decoração foi criada com o objetivo de  concentrar e valorizar o comercio das regiões onde atuam, focados nos  profissionais das áreas de arquitetura, designers de interior, engenheiros, paisagistas e decoradores. A região de atuação é abrangente e flexível sendo os bairros do Tatuapé, Mooca, Penha, Vila Carrão, Vila Formosa, Jardim Anália Franco, Água Rasa, Vila Prudente, Belém e Ipiranga, os principais centros comerciais.Com uma política de bonificação clara, definida e bem estruturada os profissionais serão beneficiados ao terem os lojistas do pólo como seus fornecedores, desta forma, os lojistas atribuem uma pontuação a estes profissionais que lhe renderão dentro de um programa de benefícios diversos prêmios, incluindo viagens para o Salão Internacional do Móvel em Milão.Também existe uma expectativa de incremento nas vendas individuais dos lojistas de até 50%, gerada a partir de ações provindas do Pool Design. Este numero se pauta principalmente por experiências positivas e resultados obtidos por outras associações do mesmo nível do Pool Design. A partir das 20h, no Buffet Grenah,  rua Rua Azevedo Soares, 1.200.

27.04.Bombril em festa

In eventos, decoração, design,, social, vip on abril 26, 2010 at 18:08

A Bombril dá continuidade ao projeto “Mulheres que Brilham” com uma noite surpreendente preparada somente para convidados. Entre as atrações ,o bom humor de Carlos Moreno, a presença das homenageadas Gloria Maria e  Joyce Pascowitch e a música de Juliana Khel e seu padrinho, o cantor e compositor, Nando Reis. Na terça-feira, 27 de abril, as 20h, no Teatro Tuca, rua Monte Alegre, 1.024.

27.04. Vida &Estilo Breton Actual já na terceira edição

Anette e Marcel Rivkind recebem amigos e convidados para um coquetel de lançamento da 3ª edição da revista Vida & Estilo Breton Actual. Na terça–feira, dia 27 de abril, a partir das 18h, na  Breton Actual Lar Center. Av. Otto Baumgart, 500, loja 0226.

23.04.Laboratório e instalação

In exposições, mostras, vernissage on abril 19, 2010 at 15:42

 

 

O Espaço Soma recebe a primeira individual do curitibano Rimon Guimarães, cuja obra dá contornos de instalação ao ambiente.Intitulada Laboratório Objeto Escarlate, a exposição assinada por Rimon reúne as obras mais recentes de sua produção. São desenhos, objetos e pinturas que se organizarão como uma grande instalação, onde o artista fará  intervenções sutis para criar uma atmosfera ímpar, habitada por personagens cosmopolitas, futuristas e miscigenados, mesclados a uma iconografia ancestral, característica marcante do seu trabalho.Rimon começou garoto, esboçando os primeiros traços inspirado nas revistas em quadrinhos que lia e no graffiti das ruas. Foram as mesmas ruas que receberam colagens com desenhos assinados pelo artista, primeira demonstração pública de sua arte. A transição para galerias e museu foi rápida. O minimalismo dos tons e a disposição e formas de elementos da natureza nos seus trabalhos remetem à obra do artista botânico Ernest Haeckel. Mas é a chamada arte primitiva que move seus desenhos. Na noite de lançamento, Yellow-P comanda a trilha sonora com timbres entre o dub e o reggae. Pesquisador da musica jamaicana há mais de 11 anos, integrante fundador do DubVersao Sistema de Som, que promove shows em pontos da cidade de São Paulo, o DJ leva desde 2003 a musica jamaicana para seu local de origem: as ruas.A ocasião reforça a parceria entre Espaço Soma e Pintar, que passa a apoiar todas as exposições do local. No Espaço Soma, rua Fidalga, 98. Abertura sexta-feira,dia 23 de abril. De terças a sextas, das 12h as 20h; sábados das 13h as 20h. Até 29 de maio. Entrada gratuita.

 

 

22.04.Rio de contas

In exposições, mostras, social, vernissage, vip on abril 19, 2010 at 15:39

Trombetas, detalhe da obra de Luiz Hermano presente na exposição

Germinados por contas, de formatos e cores diferentes, em resina, plástico, acrílico e madeira, moldadas por um arame, surgem continentes, rios, caravelas, luas – a singular paisagem de Luiz Hermano. Mas “conta” também significa aritmética, cobrança, despesa, além da pequena peça usada para bijuterias. “De fato, os trabalhos de Luiz Hermano são feitos de contas, e envolvem um raciocínio matemático para sua elaboração, mesmo que esse raciocínio tenha algo de intuitivo, como se ele fosse tramado silenciosamente durante o seu fazer”, destaca Cauê Alves. Esse jogo entre “estrutura e indeterminação” percorre a poética da nova série de 14 trabalhos que o artista apresenta na Galeria Nara Roesler. Segundo o crítico, para Hermano não há simplesmente um projeto a ser executado, mas sim a invenção que surge do contato direto com o arame e as contas. “O valor do seu trabalho obviamente não está no material ordinário empregado, mas na rede ambígua de relações e formas em que natural e artificial, ou artesanal e industrial, não se opõem claramente”. Com sua matemática sensível, Luiz Hermano criou obras com estrutura de conjuntos, como Continentes e Caravela cujo princípio de organização de alguns volumes configura o todo. Já os outros se estabelecem pela unidade, como Rio das Contas, com suas correntes que formam rodamoinhos, Artifícios, no qual peças pretas e brancas listradas provocam ilusão de movimentos, além de Sudário, Lua Cheia, Trombetas e as demais obras que compõem a exposição. Da alma que não abandona o povoado cearense de Preaoca e da mente alimentada pelo estudo das artes e da filosofia, o olhar erudito e popular fundem-se na gênese da contemporânea obra de Luiz Hermano. Tanto que seu trabalho também pode ser visto na exposição Puras Misturas que marca o surgimento do Pavilhão das Culturas Brasileiras, no antigo prédio da Prodam, no Parque Ibirapuera.

Mais um detalhe de Trombetas, parte integrante da exposição Rio de Contas

Luiz Hermano (Ceará, 1954) depois de passar pelo Rio de Janeiro, veio morar em São Paulo, quando seu trabalho chamou a atenção do professor Bardi que o convidou a realizar uma exposição de desenhos no MASP, em 1979, e outra de gravura, em 1981. Desde então, vem construindo uma respeitável trajetória no circuito das artes, com inúmeras individuais e coletivas nas principais capitais brasileiras e no exterior (Alemanha, França, Estados Unidos, Cuba, Espanha). Em 2008, realizou a individual Templo do Corpo, na Pinacoteca de São Paulo, quando também lançou seu livro Luiz Hermano, pela Imprensa Oficial, com texto de Agnaldo Farias, curador da 29ª Bienal Internacional de São Paulo, e fotos de Vicente Sampaio. Suas obras ainda fazem parte de acervos e coleções de prestígio – Coleção Patricia Cisneros, Caracas, Venezuela; Coleção Gilberto Chateaubriand, RJ; Biblioteca Nacional de Paris, França; Masp, São Paulo; MAM, São Paulo; Pinacoteca do Estado, São Paulo; MAC/USP, São Paulo – e da Estação República, no Metrô de São Paulo. Abertura quinta-feira,  22 de abril, as 20h, somente para convidados. De segunda a sexta, das 10h as 19h; sábados, das 11h as 15h, na Galeria Nara Roesler, Av. Europa, 655.

Caravela, em resina e arame, de autoria de Luiz Hermano

 

22.04.Preto no Branco

acrílico sobre madeira, sem título, obra do artista Antonio Maluf

 

A Galeria Berenice Arvani inaugura na quinta-feira,dia 22 de abril, a mostra Preto no Branco – do Concreto ao Contemporâneo, com obras de 35 artistas brasileiros. Organizada pelo jornalista Celso Fioravante, a coletiva traz a público uma rara seleção de 43 obras, percorrendo seis décadas de produção em variados suportes como pintura, escultura, desenho, gravura, colagem e fotografia. Participam da exposição os artistas Aluísio Carvão, Amilcar de Castro, Anna Maria Maiolino, Antonio Maluf, Arnaldo Ferrari, Claudia Andujar, Evandro Carlos Jardim, Fernando Lemos, Frans Weissmann, Geraldo de Barros, Hermelindo Fiaminghi, Ivan Serpa, João José Costa, José Rufino, Judith Lauand, Lenora de Barros, Leonilson, Leopoldo Raimo, Lothar Charoux, Luiz Sacilotto, Marcello Grassmann, Maurício Nogueira Lima, Niobe Xandó, Oswaldo Goeldi, Pitágoras Lopes Gonçalves, Raul Porto, Roberto Burle Marx, Rodrigo Andrade, Rubem Ludolf, Rubem Valentim, Sérgio Camargo, Ubi Bava, Vânia Mignone, Wanda Pimentel e Willys de Castro. Segundo o organizador da mostra, O tema “preto e branco”’ é recorrente nas artes e já foi abordado de maneira política, como em 1954, quando os artistas brasileiros se revoltaram contra a taxação de tintas e materiais artísticos pelo Governo Federal, que os consideravam supérfluos, e realizaram o Salão Preto e Branco, dentro do 3° Salão Nacional de Arte Moderna. Esse mesmo Salão foi retrabalhado historicamente em 1985 por Paulo Herkenhoff, então diretor do Instituto Nacional de Artes Plásticas/Funarte, que remontou parcialmente a mostra como Sala Especial dentro do 8° Salão Nacional de Artes Plásticas. São constantes ainda as mostras em “preto e branco” que se atém a uma linguagem, como o desenho, a gravura ou a fotografia, como a que realizou a Pinacoteca do Estado de São Paulo no ano passado, com seu acervo de fotografias em preto e branco.

Fotografia de autoria de Geraldo de Barros

Partindo desse pressuposto, a mostra apresenta um desenho sobre papel em que está presente a gênese criativa de um xilogravurista como Oswaldo Goeldi, projetos e estudos de Aluísio Carvão, Leopoldo Raimo e Willys de Castro, obras de mestres gravuristas como Evandro Carlos Jardim e Marcello Grassmann, obras pontuais como a foto-sequência “Poema”, de Lenora de Barros, já um clássico da arte conceitual brasileira, trabalhos altamente poético-politizados, como a escultura “Quimera”, de José Rufino, e a fotografia “Yanomami”, de Claudia Andujar, além de obras em que o diferencial é o absoluto deleite estético, como nas composições rigorosas de Lothar Charoux, João José Costa, Rubem Ludolf, Judith Lauand, Maurício Nogueira Lima, Luiz Sacilotto, Hermelindo Fiaminghi, Wanda Pimentel e Sérgio Camargo.A obra mais antiga da mostra data de 1950 (linóleo de Luiz Sacilotto) e a mais recente é de 2010 (pintura de Pitágoras Lopes Gonçalves). Dessa forma, a mostra percorre 60 anos da produção brasileira, atendo-se em obras seminais ou de grande força estética e contemplando diversas gerações de artistas, mestres em várias técnicas e linguagens. Trata-se de um recorte que evidencia momentos especiais na carreira desses artistas, que atingem um alto grau de expressão e força a partir de um mínimo de recursos. Abertura as 20h, na Rua Oscar Freire, 540, de segunda a sexta, das 10h as 19h30. Até 28 de maio de 2010.

Escultura em ferro, dos anos 1950, de Franz Weissmann

20.04.Em homenagem à Brasília

In exposições, social, vernissage, vip on abril 19, 2010 at 13:08

A Deca convida para grande festa de inauguração da exposição Outros Planos: Brasília. A abertura do evento acontece na terça-feira, dia 20 de abril, as 19h30, no Museu da Casa Brasileira, Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.705. Somente para convidados.

17.04. Rocambole estréia na Galeria Ouro Fino

In eventos, decoração, design,, mostras, social, vernissage, vip on abril 15, 2010 at 17:35

 

No próximo sábado, 17 de abril, a loja de design, Rocambole, abre suas portas num dos “points” mais ecléticos de São Paulo, a Galeria Ouro Fino. O local aposta numa seleção com peças de decoração e ambientação para casa e escritório,e produtos assinados ´por mestres do design nacional e internacional. A ideia é aproximar o designer do público, contando sua história e seu processo de criação. Projetada pelo escritório Planche Arquitetura e Design, e executada pela Marton + Marton, a Rocambole foi dividida em nichos de exposição para destacar as linhas de produtos. São variações da mesma forma em diferentes cores e materiais, expondo as peças de forma lúdica. Na entrada, um espelho projeta todo o interior da loja para a fachada, instigando o olhar e a curiosidade de quem passa. É um lugar criado para despertar a experiência na relação com os objetos de design.\Josie Micheski, publicitária e designer, que morou em Chicago, Nova York e Amsterdam, é quem comanda o espaço e garimpa as peças que serão vendidas, sempre buscando mostrar a relação que o designer tem com a sua peça.Coquetel de inauguração as 16h, Galeria Ouro Fino, rua Augusta, 2.690, loja 303, 2º. Andar.

 17.04.Individual + videoanimações

A Galeria Marília Razuk inaugura no sábado, dia 17 de abril, as 15h, a mostra individual Tudo é tudo e nada é nada do artista Kboco, com 4 pinturas sobre tela e um livro,  mais  as vídeoanimações Lucía e Luís, dos chilenos Cristóbal León, Joaquín Cociña e Niles Atallah. As obras do artista Kboco apresentadas nesta individual têm um pé na rua. Não se trata da domesticação do grafite, comum na geração dos grafiteiros que trocaram a fuligem das avenidas pelo cavalete, mas a transposição de um modo de pensar o espaço a que o artista aplica sua verve criativa. Na sala expositiva, o já clássico cubo branco é inteiramente preparado para receber as telas. São reiteradas camadas de pintura mural, esmaecida com tinta branca, uma espécie de nicho onde são exibidas suas recentes criações. Aquilo que poderia ser visto como um ruído na leitura da obra é, na verdade, a sua ambientação e ao mesmo tempo parte indissociável dela. A trajetória de Kboco é carregada de um romantismo que contrasta com o resultado de seus trabalhos, seja nos grafites que realizava em Goiânia, sua terra natal, seja nas diversas cidades brasileiras que percorreu nos últimos dez anos. A instrução formal em artes começou com cursos livres na interiorana cidade de Goiânia, instigados por sua mãe, porém sua escola foram as ruas, zonas degradadas e, sobretudo, as pessoas que conheceu em cidades como Olinda, Salvador, Vitória, Porto Alegre, Berlim, Nova York, Santiago do Chile, entre outras. Em cada uma dessas localidades, Kboco alimentou seu vocabulário visual com grafites e pinturas em que experimentava soluções para espaços públicos e também privados da periferia, agregando texturas, cores e elementos arquitetônicos à sua produção. Segundo o artista, é esse o alimento primordial do seu trabalho, o contato direto com as ruas e as pessoas. À experiência urbana e humana de que se alimenta, o artista soma elementos das culturas pré-colombianas e também árabes, especialmente o simbolismo dos padrões geométricos das mesquitas que visitou no sul da Espanha. O orientalismo da recente produção advém do apreço pelos vencidos, pelas culturas subjugadas pela civilização ocidental ou marginalizadas por questões sociopolíticas. Ainda que numa galeria, o artista mantém a sua marginalidade, atendo-se à vida real, seus ruídos e conflitos, mais que à erudição e o frisson dos grandes centros urbanos. O que o visitante observa nas telas e nas paredes da galeria é a síntese de um universo em conflito, da acomodação de diferentes camadas de história, daí a sobreposição de colagens, simbolismos, elementos gráficos em aparente dissonância. No espaço do mezzanino da galeria são exibidas vídeo-animações chilenas. Apresentadas na 7ª. Bienal do Mercosul, dentro do núcleo Absurdo, as vídeo-animaçãoes “Lucía” e “Luís” (duração de 3’ 49’’ cada) revelam as tormentas por que passam as personagens que emprestam nome à obra, Lucía e Luís. Gravadas em stop-motion, as obras dos chilenos Cristóbal León, Joaquín Cociña e Niles Atallah revelam um impressionante trabalho de montagem em que a transformação das imagens é acompanhada por uma narração sussurrada das respectivas histórias. Estranha e assustadora, as obras convidam o espectador a mergulhar na atmosfera lúgubre, mesmo surreal, dos quartos em que a ação é ambientada.  De segunda, 19 de abril, a 15 de maio. Rua Jerônimo da Veiga, 62, tel. (11) 3079 0853. De segunda a sexta-feira, das 10h30 as 19h; e sábados, das 11 as 15h. Grátis. Saiba mais em www.galeriamariliarazuk.com.br

16 e 17.04.Que maravilha!

In eventos, decoração, design, on abril 15, 2010 at 17:26

O designer de jóias, Pablo Lozano, convida para o lançamento da coleção Alice Maravilha e outras novidades que acontecem na sexta, 16, e no sábado, 17 de abril, na loja Coisas da Doris. Na sexta, as 12h; sábado, das 10h as 15h. Na Al. Ministro Rocha Azevedo, 832.

14.04.Sony em 3D

In eletroeletrônicos e tecnologia on abril 12, 2010 at 18:50

A Sony Brasil convida você para brunch e coletiva de imprensa, na próxima quarta-feira, dia 14 de abril, para apresentar toda a sua linha de produtos 3D, que inclui lançamentos em televisores Bravia, Playstation, projetores e câmeras. Na ocasião, a empresa também explicará as estratégias para o mercado brasileiro nestes segmentos, projetos para a Copa do Mundo e perspectivas de negócios. Estarão presentes Marcio Carvalho, Diretor de produtos e serviços da NET; Juliano Bolzani, Diretor de Marketing e Vendas da Sony Pictures Home Entertainment; Diretores e gerentes das áreas de Televisores, Comunicação e Propaganda da Sony Brasil. As 10h, no Espaço Vila Uber, Rua Quatá, 1.071.